Peeling

O peeling é a remoção das camadas mais superficiais da pele, que são as mais danificadas pela ação do tempo. A cicatrização se dá pela regeneração das células destas camadas dando a pele um nova aparência. O princípio geral é que se uma lesão de pele for profunda, o peeling deve atingir esta profundidade para ser eficiente na eliminação da lesão. Os fatores que determinarão a profundidade do peeling serão: a substância a ser aplicada, a quantidade aplicada, a técnica de aplicação, o preparo prévio e imediato da pele, o tipo de pele, a localização e a duração do contato com a pele. Os peelings podem ser superficiais, médios ou profundos. De maneira geral, quanto mais profundo, melhores são os resultados, mas maiores são os riscos e os cuidados que devem ser tomados no pós-peeling. O peeling pode ser químico, através do uso de substâncias químicas, ou mecânico, utilizando dermo abrasor elétrico, ar comprimido ou laser. O peeling está indicado em casos de irregularidades superficiais da pele, como rugas superficiais, cicatrizes irregulares ou marcas deixadas pela acne. Pode ser realizado em áreas restritas ou em toda a face, isoladamente ou em conjunto com outros procedimentos, como cirurgias plásticas para rugas na face.
Vários fatores deverão ser levados em consideração, no exame inicial do paciente:

*Irregularidade da pele e sua causa: sequelas de acne, varíola, cicatrizes leves, micro-sulcos etc. *Tipo étnico do paciente: as pessoas de pele morena são mais propícias às complicações tipo manchas. Daí, a menor incidência de sua indicação em países tropicais como o nosso. *Tipo de atividade profissional do paciente. *Presença de fatores locais que contraindiquem o ato: barba irritável, acnes ativas, irregularidade na superfície cutânea muito acentuada, presença de discromias em outras áreas ou cicatrizes inestéticas. *Motivação do paciente.

A anestesia pode ser local ou geral, dependendo da extensão da área a ser tratada.
O paciente pode retornar para casa no mesmo dia do procedimento ou no dia seguinte. A recuperação irá depender da profundidade tratada, com a formação de crostas que se desprendem após 4 a 10 dias. Durante 1 a 4 meses a pele ficará mais sensível e rosada, e durante este período é muito importante o uso de protetor solar e evitar a exposição ao sol.

Atendimento via Chat

)
    is typing...

    Preencha o formulário abaixo para nos enviar uma mensagem. No campo de mensagem inclua seu WhatsApp e Telefone fixo.

    Enviar uma Mensagem Cancel
    error: Content is protected !!